fbpx
Que tal uma Semana Grátis? Agende agora sua visita

Coffee Break | Blog L'Oasi

Pausa para o Café, Networking e muita Informação

Postado em 5 de março de 2019 por Natália Dourado

4 dicas para melhorar a alimentação no ambiente de trabalho

Nutrir o cérebro é um dos fatores de maior relevância a considerar quando falamos de saúde e qualidade de vida no trabalho.

Alguns alimentos possuem substâncias capazes de “turbinar” a nossa mente, o que é bastante vantajoso quando se está em busca dessa qualidade, principalmente em uma época em que o empreendedorismo está em ascensão e o uso da mente é cada vez mais exacerbado.

Por outro lado, parar para se alimentar em momentos de alta produtividade acaba ficando, na maioria das vezes, em segundo plano. Isso acaba levando ao consumo de alimentos com baixo valor nutricional (salgadinhos, balas, doces, e afins), visto serem práticos, rápidos e prazerosos. Porém, com o tempo, esse hábito pode causar grandes prejuízos para saúde e resultar em uma “aposentadoria precoce”.

Pensando nisso, separei algumas atitudes simples que podem ser aplicadas no seu ambiente de trabalho e realizadas no dia a dia. Descubra agora quais são.

1. Mantenha uma garrafinha com água sempre ao seu lado

Diversos processos metabólicos, dependem de água para que aconteçam. Então, se você não consome líquidos (preferencialmente água) com frequência, o seu corpo utiliza a água disponível dentro dele, para que você continue vivo.

Os dois órgãos que possuem maior quantidade de água, são os pulmões e o cérebro. Portanto, é comum no final do dia sentir cansaço, indisposição, dores de cabeça, dificuldade para respirar, entre outros sintomas que podem, inclusive, reduzir a sua produtividade. Isso sem levar em consideração o prejuízo que vai causar se for necessário que o seu corpo, utilize a água presente nas sua fezes! Então a dica é:

Ter sempre água por perto.

  • Caso não tenha o costume de bebê-la constantemente, coloque frutas dentro para que fique saborizada, assim fica mais fácil aderir a esse bom hábito;
  • Os chás também são bem-vindos, principalmente o de camomila que ajuda a aliviar a ansiedade;
  • É interessante também que a garrafinha onde a água será armazenada chame a sua atenção. Portanto, cores vibrantes ajudam bastante nesse processo.


2. Consuma diariamente gorduras boas

As gorduras boas — além de equilibrarem o colesterol e manter a saúde do coração — turbinam o cérebro. São capazes de aumentar as conexões entre neurônios, contribuindo para o aumento da concentração, foco, e capacidade de resolver problemas. Assim, alimentos ricos em gorduras boas ajudam, e muito, na qualidade de vida no trabalho.

Uma opção fácil para se consumir gorduras boas durante o horário comercial é levar saquinhos com 20g de mix de nuts, tais como castanhas, nozes, amendoim, avelã, macadâmia, pistache, entre outros e o coco, que também é uma ótima opção. Essa combinação pode ser consumida naqueles períodos entre as principais refeições, durante o trabalho mesmo, sem atrapalhar suas tarefas.

3.  Consuma frutas vermelhas uma vez por semana

As frutas vermelhas — como morango, mirtilo, framboesa, amora, uva, entre outras — são ricas em flavonóides. Essa substância apresenta atividade antioxidante, favorecendo a circulação do sangue e interferindo na atuação dos neurotransmissores.

Pode-se dizer que ficamos mais jovens quando as consumimos — se tratando de comprometimento cognitivo. Além disso, quanto maior o consumo de flavonoides, melhor fica a memória.

As frutas vermelhas são muito refrescantes naturalmente, mas você pode variar a forma de consumo, e uma sugestão é fazer geladinho com elas. Porém, evite adoçar, mas se for necessário, coloque açúcar de coco que é mais saudável.

O suco de uva integral orgânico também é uma opção fácil, rápida e muito gostosa.


4. Respeite seu horário de dormir

O que o sono tem a ver com uma alimentação melhor no ambiente de trabalho? Eu explico!

É durante o sono que a produção de leptina aumenta (hormônio responsável pela saciedade), e isso impede que você fique com fome o tempo todo.

Dormir mal também pode resultar em acúmulo de gordura. Isso acontece porque, com o esgotamento do corpo, o cortisol é aumentado, e esse hormônio gera um acúmulo em diferentes partes do corpo, fazendo com que você ganhe peso, além de aumentar o nível de estresse.

Somado a tudo isso, o sono é o maior aliado que temos quando de trata de qualidade de vida. Assim, dormir bem é mais que necessário, é fundamental!

É durante a noite que o corpo recarrega as energias e garante disposição para as atividades cotidianas. Noites mal dormidas prejudicam a memória e reduzem a capacidade de concentração.

E tem mais: noites bem dormidas ajudam a rejuvenescer a pele, diminuindo as rugas e linhas de expressão, que já é uma grande vantagem.

Importante: Uma boa noite de sono não é apenas dormir muitas horas, mas sim ter um sono reparador, não acordar durante a noite, e despertar pela manhã não se sentindo cansado ou indisposto.

Diminuir a luz branca e grandes estímulos sensoriais uma hora antes de dormir, e colocar no vaporizador óleo essencial de lavanda, também são ótimos aliados para uma boa noite de sono.

Melhorar a alimentação no ambiente de trabalho é um hábito sustentável, porém requer prática. Sugiro que comece a seguir essas dicas hoje mesmo e vai perceber a diferença em pouco tempo.

A correria do dia a dia acaba nos fazendo ter atitudes que consideramos mais prática, mas que podem afetar, seriamente, nossa saúde a curto, médio e longo prazo.

Acha que estas dicas são úteis para alguém? Não deixe de compartilhar!


Olá, eu sou Natália Dourado, nutricionista e acredito que o equilíbrio é o segredo para uma vida saudável e feliz!

Acompanhe meu trabalho nas redes sociais:
FacebookInstagram


Comente este artigo:

0 Comentários